Macetes infalíveis de memorização para estudar para Concursos Públicos

Acho que a parte mais chata de estudar, é passar horas focado naquilo, ler, reler, e no final de tudo, esquecer. Com certeza é a maior frustração que podemos ter, não é mesmo?

Pensando em te ajudar, eu separei alguns macetes que podem te ajudar na questão de memorização para estudar para concursos. Se você deseja saber mais, continue lendo esse artigo…

Clique Aqui: Estude menos e Aprenda mais

Funcionamento cerebral

Sua memória de curto prazo (KTG), também conhecida como sua memória de trabalho, só pode gravar pouca informação. Você sabia que sua memória de curto prazo pode armazenar em média 7 itens?

Além disso, a duração também é limitada (máx. 20 segundos). Sua memória de trabalho é, portanto, sensível à distração e logo sobrecarregada.

É, portanto, a intenção de que informações importantes – que você naturalmente quer lembrar por mais tempo – acabem na sua memória de longo prazo (LTG) e que você possa recuperá-las facilmente mais tarde.

Perda de informação

Uma pesquisa sobre o funcionamento do cérebro forneceu informações importantes. Sem repetição, muita informação é perdida.

Se você aprender alguma coisa e não repetir isso, 46% das informações serão perdidas após 1 hora e até 64% após 9 horas!

Depois disso, o curso é menos drástico. Portanto, não é desejável, mas necessário usar isso em seu aprendizado. Isso permite que você use o aprendizado que você tem eficientemente.

Macetes de memorização para estudar para Concursos Públicos

Recuperação ativa de informações

Estude algo. Depois, feche o livro ou caderno e você escreve o que você lembra em um bloco de notas.

Então você compara o que você anotou com o manual. O que está faltando, onde você estava errado? Você corrige onde necessário.

Combine palavra e imagem

Se você combinar palavra e imagem, lembra-se melhor. É importante que essas imagens também tenham algo a ver com o assunto em questão.

Clique Aqui: Estude menos e Aprenda mais

Momentos de estudo espalhados ao longo do tempo

Parece estranho, mas esquecer é importante. Coisas que você aprende, esquece e aprende novamente, parecem durar muito melhor do que coisas que você só aprende uma vez.

A primeira pesquisa sobre isso remonta a 1885 e desde então tem sido repetida inúmeras vezes, sempre com o mesmo resultado: repetir algo, com pausas cada vez mais longas no meio, é uma das maneiras mais poderosas de lembrar de algo.

Portanto, é melhor estudar a mesma coisa cinco vezes em pequenos blocos no decorrer do mês anterior ao concurso, do que uma longa tarde por cinco horas.

Pensando em perguntas

Porque pensar é muito importante. Pensar em questões sobre o assunto é um exercício muito bom.

Anote-os em uma folha, digital ou não, e na parte de trás você escreve qual é a resposta ou onde ela pode ser encontrada.

Dessa forma, você obtém uma pilha de exercícios repetitivos ao longo do tempo e, à medida que a pilha cresce, você recebe automaticamente repetições escalonadas.

Resumos e mapas mentais

Fazer resumos não tem um efeito negativo, mas também não é de grande efeito, especialmente porque você não precisa pensar muito sobre isso.

Quanto mais você tem que pensar sobre o assunto, mais você se lembra.

Os mapas mentais funcionam melhor porque você precisa fazer mais conexões. Mas ainda não é um método super.

Cometer erros ao aprender

Nossos cérebros são estimulados por uma estratégia chamada “geração errônea“.

Isso porque nosso cérebro tem uma tendência enorme em guardar aquilo que erramos. E o melhor tudo, como consertar aquilo.

Por isso, exercícios são muito importantes e uma das melhores técnicas de memorização para estudar para concursos. Se você errar anteriormente, na hora da prova saberá como resolver algo semelhante.

Clique Aqui: Estude menos e Aprenda mais

Gostou de conhecer os macetes de memorização para estudar para concursos? Então saiba com Estude menos e Aprenda mais clique aqui

About the Author: materiais para concurso

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *